Os Jovens não sabem o que querem (nem nós)!

A CIA de Talentos realiza há vários anos uma pesquisa que estuda o sonho profissional dos jovens brasileiros. Há uns dois ou três anos, duas empresas dividem a liderança, ora uma em primeiro, ora a outra na frente. Em 2014 o Google ficou em primeiro lugar e a Petrobras em segundo.

Se olharmos o que os jovens valorizam para si, ainda de acordo com a pesquisa, veremos coisas como futuro estável, realização profissional e empreender no futuro. Olhando esses resultados, fiquei pensando: nossos jovens estão confusos.

Não sabem se querem um emprego seguro, quase um emprego público, ou se querem trabalhar numa empresa moderna e meritocrática como o Google.

Não sabem se querem um futuro estável ou se querem empreender, a coisa mais instável que eu posso imaginar em termos de carreira! Ou pior, se sabem o que querem, querem coisas contraditórias demais, como o ambiente inovador do Google com a segurança da Petrobras, ou um futuro estável de um bom salário e "tic refeição" (risos) com a realização e o prazer de ter o negócio próprio. Querem apenas o bom de cada lado, sem querer os preços. Ou seja, querem mundo impossíveis.

Há um terceiro pensamento que poderia dizer que esses jovens mudam de opinião como trocam de cueca ou calcinha, afinal, são geração Y, o que deixa tudo ainda mais tenso.

Ou uma quarta e derradeira interpretação de que há alguns tipos radicalmente diferente de jovens no país, alguns cheios de conceitos de segurança e estabilidade que veem a Petrobras como modelo, e outros agressivos e empreendedores que admiram o Google.

Seja qual das interpretações achamos mais apropriada, vemos uma grande confusão de modelos, de parâmetros e de ambições em nossos jovens

Nada mais normal da idade? Talvez não. Talvez vivamos uma época de tantas opões, em que tudo é certo, tudo pode e tudo faz sentido, que os jovens ficam confusos. Simplesmente isso. Seus pais não dizem mais "tenham uma carreira, arrumem um bom emprego e sustentem uma família legal"  e sim "sejam felizes". Ótima notícia. Quem não quer buscar a felicidade em vez de arrumar um emprego? Verdade, mas ser feliz é o que? Tudo.

O que parece ótimo, pois cada um pode buscar sua felicidade, mas, ao mesmo tempo, quando tudo pode, nada faz sentido.

E o que parecia ser uma ótima notícia vira uma péssima notícia e deixa todo mundo confuso. Mas o mais interessante (ou seria chocante?) é que a Cia de Talentos perguntou para executivos qual a empresa dos sonhos deles... e deu Google e Petrobras! Ou seja, estamos todos confusos!

 

BOB WOLLHEIM

 

Fonte: revista Vero - Setembro de 2014

  • facebook
PALUS

UA-74415265-1

Google Analytics

Google AdSense

Bing Ads

Palus Consultoria de Empresas